Adolescente agredido por guarda civil de Piracicaba relata racismo: 'Macaco sem cultura'

9


Em entrevista para a EPTV, o jovem afirmou que foi xingado de “macaco, preto, favelado, sem cultura”. Ele afirma que pulou a catraca, foi retirado do local e, quando tentou voltar, acabou agredido por um guarda.

Após deixar o terminal, ele voltou com a mãe para comunicar a situação a um funcionário. Neste momento, ainda segundo relato do boletim, a mãe dele foi xingada pelo mesmo guarda que agrediu o adolescente.

“Tanto é que eu falei pro guarda: ‘errado ele está, mas vocês deveriam colocar ele na viatura, chamar o pai e a mãe e informar o que tinha acontecido”, disse a mãe do jovem, também em entrevista à EPTV.

A família do adolescente registrou um Boletim de Ocorrência por injúria e lesão corporal na delegacia de plantão de Piracicaba.

Segundo a Guarda Civil Municipal de Piracicaba, será aberto um processo disciplinar para analisar o caso e, até a conclusão, o guarda que agrediu o jovem ficará afastado das funções.

O G1 ligou na sede da corporação na noite desta quinta-feira (23) para tentar contato com o guarda, mas não foi possível localizá-lo.



Ver Matéria Original

SHARE

LEAVE A REPLY